POLÍTICA DO NÚCLEO

Este espaço foi criado e autorizado pela Sociedade de Veteranos de 1932, sede em São Paulo ( veja em Matérias Públicadas seu estatuto). Como um núcleo de pesquisas tem por objetivo investigar e trazer à memória de toda a sociedade sãopedrense a história da Revolução Constitucionalista de 1932, seus objetivos e os resultados. Por São Pedro 36 foram alistados, sendo 27 natos, inclusive meu pai.Dentre os enviados um faleceu em combate ao socorrer um amigo baleado e por esse ato de bravura é o expoente deste grupo de heróis: José Augusto Frota Escobar. Cerca de 16 colaboradores locais na retaguarda também estiveram ligados ao movimento. Todos devem ser devidamente honrados meste espaço, a partir das suas biografias que devem ser preparadas por suas famílias . São heróis sao-pedrenses. Insistimos que haja rigor com a verdade dos fatos, devendo ser relatados aqueles que tenham alguma possibilidade de serem comprovados por relato próprio em diário, carta, correios de guerra, livros e provas documentais. Evite relatar fatos não comprováveis, para não entrar em choque com o relato das biografias dos demais combatentes e colocar o relato em risco. A responsabilidade das informações será plenamente atribuída ao seu autor cujo nome deverá acompanhar a publicação neste espaço.

Contato:

João Francisco de Aguiar
Presidente
-e-mail: jfaguiar@uol.com.br








domingo, 1 de outubro de 2017

MMDC OU MMDC-A ?


 Como homenagem póstuma ao herói Orlando de Alvarenga, em 28 de abril de 2003 o Prefeito da cidade de Sorocaba, SP, sancionou a Lei nº 6814 designando a Rua nº 1 do Jardim Itapoã como "Orlando de Alvarenga" e em 13 de janeiro de 2004, o Governador do Estado de S.Paulo, depois que o pesquisador Hely Felisberto fez o pedido a ele, promulgou a Lei nº 11.658 designando o dia 23 de Maio como "Dia dos Heróis MMDCA" e por Decreto oficializou o "Colar da Cruz do Alvarenga e dos Heróis Anônimos".  


MMDC É A SIGLA CORRETA E NÃO MMDCA COMO ALGUNS DIZEM

O DECRETOA Lei nº 11.658, de 13 de janeiro de 2004 cometeu um erro histórico grotesco ao mudar a sigla MMDC para MMDCA pelo simples motivo de que o MMDC foi criado por lei em 10 de agosto de 1932 e é marca registrada.
Depois de uma luta de mais de 5 anos a Sociedade Veteranos de 32-MMDC conseguiu revogar essa lei com a de nº 13.840, de 1º de dezembro de 2009.
LEI Nº 13.840,
DE 1º DE DEZEMBRO DE 2009
(Projeto de lei nº 426, de 2009,
do Deputado Olímpio Gomes - PV)
Institui o “Dia de Orlando Alvarenga e dos Heróis Anônimos da Revolução Constitucionalista de 1932”.
O PRESIDENTE DA ASSEMBLEIA LEGISLATIVA:
Faço saber que a Assembleia Legislativa decreta e eu promulgo, nos termos do artigo 28, § 4º, da Constituição do Estado, a seguinte lei:
Artigo 1º - Fica instituído o “Dia de Orlando Alvarenga e dos Heróis Anônimos da Revolução Constitucionalista de 1932”, a ser comemorado, anualmente, no dia 12 de agosto, passando a integrar o Calendário Oficial do Estado.
Artigo 2º - Esta lei entra em vigor na data de sua publicação, ficando revogada a Lei nº 11.658, de 13 de janeiro de 2004.
Assembleia Legislativa do Estado de São Paulo, em 1º de dezembro de 2009.
a) BARROS MUNHOZ - Presidente
Publicada na Secretaria da Assembleia Legislativa do Estado de São Paulo, em 1º de dezembro de 2009.
a) Marcelo Souza Serpa - Secretário Geral Parlamentar

domingo, 3 de setembro de 2017

SOLENIDADE DE NOVE DE JULHO DE 1932 EM SÃO PEDRO -SP

Esta solenidade foi retomada (interrompida desde 2007) no dia 09/07/2014 graças aos esforços conjuntos dos componentes do  núcleo de correspondência ( Maria do Carmo Mendez de A. Sousa, Maria Aparecida Fracasse de Barros e eu João Francisco de Aguiar) desde o fim de 2012. Não teria sido possível sem a concordância e cooperação de autoridades civis e militares, entre elas:

1.O ex-prefeito Walmy Modesto que concordou de pronto ao ser consultado em 2012. O Marco dos 50 anos de 1932 havia sido instalado, em 1982, em  um local importante, mas que se tornou muito movimentado  com o desenvolvimento do município, revelando-se pouco adequado e seguro para uma solenidade pública dado o crescente trânsito de veículos;

2. Houve concordância total dos descendentes consultados ( únicos localizados na cidade na época) pertencentes a  21 famílias de combatentes, dentre os 27 saopedrenses natos, que constaram do marco antigo ( 50 anos da Revolução de 1932);

3. O Vereador Mário de Barros encaminhou o projeto que passou por unanimidade na Câmara dos vereadores permitindo a relocalização do marco para a Praça Adolpho Bragaia;

4. O atual prefeito Hélio Zanatta, seu vice-prefeito Thiago Silva, a Secretária de Turismo Clarissa Quiararia Nilson Marchese e demais membros da equipe possibilitaram a transferência do marco antigo  e a elaboração e instalação de um novo marco para honrar nove combatentes que se alistaram por São Pedro, mas nascidos em regiões vizinhas e

5. O sub Tenente Wagner do Tiro de Guerra e o Capitão PMSP Chiosini, entre outros.

Vale ainda destacar que por permissão do Coronel Mário Fonseca Ventura ( Presidente da Sociedade de Veteranos de 1932) que esteve presidindo a cerimônia na Academia Militar do Barro Branco em São Paulo a Medalha Constitucionalista pode ser conferida a cinco personalidades locais a saber: Prefeito Hélio Zanatta, Vice-Prefeito Thiago Silva, as historiadoras e autoras de muitos artigos sobre 1932 na imprensa local  Maria do Carmo Mendez A Sousa e Maria Aparecida Fracasse de Barros e o Capitão PMSP Chiosini.    Também foram concedido o Diploma José Augusto Escobar pelo 12 Núcleo de Correspondência  MMDC/ São Pedro ( Núcleo de Correspondência José Augusto Escobar) a outras personalidades pela sua colaboração com a realização dos eventos realizados em Maio de 2013, este de 09/07/2014 e pela cooperação na montagem de bibliografias dos seus entes queridos e ex-combatentes em 1932.



quarta-feira, 23 de agosto de 2017

sábado, 19 de agosto de 2017

quarta-feira, 16 de agosto de 2017

Fotos da solenidade dos 85 anos

Confira algumas fotos da solenidade do 9 de julho deste ano, em lembrança aos 85 anos da Epopeia Paulista.















domingo, 13 de agosto de 2017

Lembrança dos 85 anos da Revolução

A Prefeitura de São Pedro e a Sociedade de Veteranos de 32 – MMDC realizaram no dia 9 de julho, domingo, a solenidade de homenagem aos combatentes de 9 de julho, data em que se celebra a Revolução e o Soldado Constitucionalista.

A solenidade aconteceu a partir das 9 horas com desfile que teve início no monumento dedicado aos revolucionários, na praça Adolpho Bonifácio Bragaia, a praça do Fórum, e contou com a presença de familiares dos combatentes, além de autoridades da cidade. O início foi com um desfile dos integrantes da 3ª Companhia da Polícia Militar, dos atiradores do Tiro de Guerra de São Pedro e do grupo de escoteiros Japopici, acompanhados pela Corporação Musical União Charqueadense, que seguiram até o Museu Gustavo Teixeira, local da cerimônia.

Para celebrar a data foram entregues diplomas “José Augusto Escobar”, referência a um dos revolucionários que se alistou por São Pedro e faleceu defendendo seus companheiros. Receberam o diploma este ano o coronel PM Octávio Henrique Oliveira de Souza, o capitão PM Ricardo Bessa, cabo PM Priscila Dantas Oliveira de Souza, cabo PM Bruno Victor Rodrigues e o presidente da Ordem dos Advogados do Brasil em São Pedro, Luis Antônio Olivieri.

Este ano também foi criado o diploma “Professora Ondina Mendes Parreira”, pela sua atuação na Revolução de 32, destinado a representantes da rede municipal de ensino pelo incentivo e orientação aos alunos na preparação de seus trabalhos para o Concurso de Redação sobre a Revolução Constitucionalista. Foram homenageados os professores Guilherme Campesato (Escola Gustavo Teixeira), Lucianne Aparecida da Silva Frare (Escola Ricarda de Paiva Lima Berzin), José Renato Rinaldi (Escola Benedito Modesto de Paula),  os coordenadores Paulo Tarso de Oliveira Pereira e Sandra Vasconcellos Baltieri e a secretária de Educação, Cleia Rivero.

A Medalha Constitucionalista, instituída pela Sociedade Veteranos de 32 e oficializada conforme Decreto nº 29.896, de 10 de maio de 1989, é entregue a pessoas que dão substancial apoio ao resgate dos valores democráticos e oferecem importante contribuição às atividades da Sociedade de Voluntários de 32 em São Pedro. Receberam a homenagem em 2017 o major PM Paulo Roberto Borges e o secretário de Governo Pedro Aguiar.

Neste ano, a exemplo de 2016, a rede municipal de ensino promoveu o Concurso de Redação sobre a Revolução Constitucionalista, com o título “Mobilização Popular: Determinantes em 1932, fundamental em 2017”. A iniciativa foi organizada pela supervisora de ensino do município e vice-presidente do MMDC de São Pedro, professora Maria Aparecida Fracasse de Barros e pela coordenadora geral professora Sandra Maria de Vasconcellos Baltieri, com o apoio da secretária de educação, Cléia Luz Rivero. Participaram alunos dos nonos anos de dez classes municipais, com 233 trabalhos concorrentes. Na solenidade, serão premiados três alunos.

Após a cerimônia, as autoridades e familiares prestaram homenagem no jazigo do herói revolucionário José Augusto Frota Escobar, nascido em São Pedro e que morreu em combate.

EXPOSIÇÃO – Réplicas de trincheiras, metralhadoras, fuzis, bombas e balas de canhão usadas na batalha de 32, além de maquetes com locais do conflito e reprodução de fotos e cartazes da época puderam ser vistas na exposição do Museu Gustavo Teixeira e retrata a Revolução de 32. O material é resultado de trabalhos feitos pelos professores de história dos nonos anos das escolas Celso Silveira Mello, Benedito Modesto de Paula, Iracy Bertochi e Gustavo Teixeira.

“Em uma reunião conversamos sobre os trabalhos realizados pelas escolas e decidimos unir todo este material”, conta o professor de história e coordenador da Escola Celso Silveira Mello, Paulo de Oliveira Pereira.

O coordenador conta também que a ideia é aprimorar a exposição no próximo ano. “Queremos poder mostrar aos alunos todo o material trabalhado”, avisa.